*ATENÇÃO!

 

NOVA PRORROGAÇÃO DE PRAZOS DO SAPIS/ELAPIS 2017!

SUBMISSÃO DE PROPOSTAS DE TRABALHOS PARA OS GTs: 24 DE SETEMBRO DE 2017

DIVULGAÇÃO DOS TRABALHOS SELECIONADOS: 27 DE SETEMBRO DE 2017

PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO: 03 DE OUTUBRO DE 2017

 

 

*EVENTOS PARALELOS SELECIONADOS – clique aqui


 

* Para efetivar a inscrição, enviar propostas de trabalhos e acompanhar os resultados acesse a plataforma de gestão de informação do SAPIS 2017 no endereço: www.sisgeenco.com.br/sistema/sapis/sapis2017

 

 

 

Quando:

De 18 a 21 de outubro de 2017 (quarta a sábado).

Onde:

Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense - Bairro Ingá - cidade de Niterói – RJ, no endereço:

 

Rua Tiradentes, 17

 

Bem-Vindo

    O VIII SAPIS e o III ELAPIS têm o Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Direito
da Universidade Federal Fluminense PPGSD/UFF como Instituição anfitriã, com o apoio da Associação Teixeira de Freitas, PROEX/UFF, CAPES e CNPq. As atividades ocorrerão na Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense (UFF), no Bairro do Ingá, na cidade de Niterói, Estado do Rio de Janeiro.
O SAPIS / ELAPIS 2017 é um esforço de vários programas de pós-graduação, tais como PPGSD/UFF, PPGCS-UFRRJ, EICOS/UFRJ, UFSC, e instituições governamentais e não governamentais.

    O Tema central do evento neste ano, “Repensando Paradigmas Institucionais da Conservação em Áreas Naturais Protegidas”, foi definido em reuniões preparatórias com a participação de diversas instituições de pós-graduação brasileiras e instituições parceiras,
tais como o CNPT/ICMBIO e a COMFREM.

    O VIII SAPIS / III ELAPIS pretende aprofundar o debate sobre os conflitos ambientais relacionados à legislação e à gestão de áreas naturais protegidas no Brasil e na América Latina. Após décadas de experiências em áreas de proteção integral e de uso sustentável
e, no caso do Brasil, considerando os 17 anos da vigência do Sistema Nacional de Unidades
de Conservação, que balanço é possível fazer? Que caminhos seguir frente às ameaças de extinção de áreas naturais protegidas, de desmantelamento das agências ambientais e flagrantes retrocessos socioambientais no cenário atual?